Não há beleza que supere o charme do homem inteligente

Não serei hipócrita e fazer um discurso sobre como a beleza não importa. É claro que uma pessoa considerada bonita chama mais a atenção. E também sei que a beleza é uma das coisas mais relativas que existe. O que eu considero como mais bonito, você pode não considerar e vice-versa.

É óbvio também que eu não conseguiria me relacionar com alguém que não me atraísse. Mas os caras que realmente me causaram suspiros de encantamento não o fizeram pela beleza que tinham, eles possuíam uma coisa ainda mais difícil de encontrar por aí… A inteligência.

Talvez seja porque eu sempre gostei daqueles tipos que se tornam mais bonitos com o passar do tempo, sabe?! Sim, isso mesmo. Parto do seguinte princípio: Quando um homem é apenas muito bonito, geralmente é mais ainda quando você o vê pelas primeiras vezes. Com o tempo, você começa a se acostumar com aquela beleza toda e esta se torna tediosa demais, chega a dar sono. Não há mais surpresas, ele é só isso e acabou.

Quando um cara nem é assim tão bonito, mas vai mostrando outras belezas conforme você o conhece, ele vai se tornando mais atraente, mais charmoso e mais bonito. É muito simples. O cara inteligente exerce um fascínio diferente e inesgotável. É uma admiração mais profunda e que tende a aumentar com o passar do tempo. Quanto mais você está com ele, mais quer estar. Ele sabe usar a inteligência a seu favor em diferentes momentos.

Estar com um homem que fala sobre algo com propriedade, que realiza trocas de qualidade com você, que entende as entrelinhas, que compreende um olhar, que argumenta bem suas opiniões, que ajuda a chegar às pequenas soluções no dia a dia, que busca as respostas que não sabe e que viaja nos pensamentos junto com você é muito mais gostoso do que estar com um homem lindo, mas que parece nunca saber direito o que está falando ou fazendo.

Eu sei que não são todas as mulheres que pensam como eu, mas acredito que existem muitas. Um rostinho bonito pode até ser a preferência entre as adolescentes e causar burburinho entre as já mais crescidinhas, porém não costuma passar disso.

Os caras que marcam mesmo a vida de uma mulher costumam ser aqueles que não são notados na fila do banco, não se parecem com um galã de novela e seriam classificados como comuns pelas revistas de moda. Eles sabem falar de diferentes assuntos, têm vontade de crescer na vida, possuem objetivos e sonhos, vez ou outra explicam algo que elas não entendem, as levam para lugares que elas nunca foram, mostram coisas que elas nunca viram, as deixam orgulhosas no jantar da família, as fazem rir constantemente, não deixam morrer o assunto e conseguem deixá-las por horas e horas acordadas apenas conversando.

Não estou dizendo que um cara muito bonito não pode ser assim, existem muitos que são. Só entenda: você pode ser lindo, parar o trânsito, ser a cara do Klebber Toledo, conquistar uma cidade toda e despedaçar corações de dezenas de menininhas carentes, mas para conquistar uma mulher pensante, você tem que se esforçar muito mais. Por algumas noites, por alguns encontros e até por alguns meses a beleza pode mascarar a falta de conteúdo. Entretanto, depois as coisas mudam, a paixão finda e o entusiasmo escorre pelo ralo.

A beleza seduz, mas a inteligência convence. Se tivesse a opção de escolher entre todos os caras mais bonitos do mundo e os mais inteligentes, optaria pela segunda opção, sem pestanejar. Ninguém que seja verdadeiramente interessante vai levar um relacionamento adiante com alguém que parece estar mais preocupado com o seu reflexo no espelho do que com o seu lugar no mundo.

Uma mulher de verdade não quer uma cara pra exibir por aí e causar inveja em um bando de gente fútil. Ela quer alguém que torne os dias mais atrativos, os programas mais divertidos, a viagem mais encantadora, a vida mais fascinante… E isso não há beleza que consiga dar jeito sozinha.

É evidente que você pode se preocupar com a sua aparência, ninguém disse que para carregar um livro você deve soltar pra sempre o halter. Mas só um conselho aos desavisados: Esqueça um pouco o bíceps, ainda não inventaram nada mais sexy e irresistível que o bom papo.

(Jessica Delalana)

* Esclarecimento: A imagem utilizada no post não é de minha autoria. Na presença de qualquer problema relacionado aos direitos autorais, favor entrar em contato.