20 Comédias Românticas Para Se Apaixonar De Novo

Para estrear a seção ‘Listas’ do Ela é Reticências, escolhi algo que realmente gosto muito e não nego: Filmes. Confesso que comédia romântica não é o meu gênero favorito. Porém, existem as que eu sou simplesmente apaixonada. Afinal, todo mundo precisa de clichês leves e fofos de vez em quando. Faz bem pra mente, corpo, alma e espírito… Foi difícil, porém, consegui selecionar 20 que acho que devem ser assistidas muitas e muitas vezes. É óbvio que vou esquecer várias que adoro e lembrar só depois, mas o que vale é a intenção.

Ah e se você não viu alguma delas, cuidado com meus comentários abaixo das fotos porque podem conter SPOILERS! Não que a gente já não saiba o que vai acontecer desde o princípio, né?! Hahaha

1 – Casa Comigo? (2010)

Leap Year

Sou totalmente suspeita para falar desse filme… Simplesmente adoro. Como se não bastasse se passar na Irlanda – precisa de mais? -, o casal protagonista arrasa na química. A ‘lição’ que fica após assistir é que, na maioria das vezes, a pessoa que a gente acredita ser a certa não é. Um filme que une humor sutil, leveza nos diálogos e, claro, romantismo… Daqueles que a gente nem vê o tempo passar e que ainda termina deixando aquela vontade de pegar o próximo voo para Dublin.

2 – A Proposta (2009)

aproposta

Só com esses dois primeiros filmes deu pra ver que adoro casais improváveis, né?! Amo ver ‘crushes’ em potencial discutindo e se apaixonando. Não me perguntem por quê. ‘A Proposta’ está no meu TOP 5 das comédias românticas, sei lá, não há nada de diferente nele, mas é incrível mesmo assim. É um daqueles filmes que tanto os protagonistas quanto os coadjuvantes são maravilhosos. Bom, não nego, sou daquele tipo que quando vê a Sandra Bullock no elenco, já se anima pra assistir qualquer coisa.

3 – De Repente 30  (2004)

de-repente-30

‘De repente 30’ é uma das comédias românticas que mais assisti na vida… Nunca me canso. É impossível não se identificar com a personagem vivida por Jennifer Garner nessa transição acelerada da adolescência pra vida adulta. Mesmo sendo engraçado, nos faz perceber que em toda mulher de 30 existe uma menina de 13 anos. Além da Jennifer e do Mark Ruffalo, ainda há o bônus de assistir a linda Christa B. Allen (Revenge) quando ainda era uma garotinha.

4 – Juntos Pelo Acaso (2010)

juntospeloacaso

Katherine Heigl e Josh Duhamel estão absolutamente fantásticos nesse filme. Apesar do clichê que existe em todas as comedias românticas, penso que essa, em si, traz muitas nuances reais ao mostrar toda a humanidade de seus personagens. A grande sacada do filme é essa pra mim: Personagens cheios de defeitos, que sofrem, não se acham bons o bastante, querem desistir no meio do caminho, mas conseguem dar a volta por cima e formar uma família linda juntos. 

5 – O Melhor Amigo da Noiva (2008)
omelhoramigodanoiva

Sempre quando esse filme está passando na TV, eu não resisto e acabo assistindo. Além de todo fofo, mostra que, às vezes, o seu amor pode estar do seu ladinho e você nem se dar conta. Tá, isso acontece muito mais nas comédias do que na vida, admito. Mas o enredo traz em sua essência que o seu amor deve ser também o seu melhor amigo. Quer verdade maior do que essa? Ah e assim como o ‘Casa Comigo?’ nos deixa morrendo de vontade de viajar para Dublin, ‘O Melhor Amigo da Noiva’ faz qualquer um querer embarcar rumo à Escócia… Apaixonante.

6 – 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você (1999)

10-coisas-odeio-voce

’10 Coisas que Eu Odeio em Você’ é um filme que eu assisti super novinha e logo me encantei. Ele se passa naquela atmosfera de colégio da maior parte dos filmes americanos da época, mas possui uma mágica diferente. Mesmo envolvendo apostas, bailes de formatura e paixão adolescente, consegue se destacar entre os outros do estilo e nos deixar com ainda mais saudade do talentoso Heath Ledger. Quem discorda que vale a pena se apaixonar de novo por ele?

7 –  Vestida Para Casar (2008)

vestidaparacasar

Em ‘Vestida Pra Casar’, a protagonista aprende de um jeito não muito bacana que além de tentar fazer os outros felizes, não podemos esquecer da nossa própria felicidade. Até o altruísmo tem limite, né gente?!  É um filme amorzinho, que comprova o ditado popular que diz que sempre há um chinelinho velho para um pé cansado… E que chinelo! *-*

8 – Amor e Outras Drogas (2010)

amor-e-outras-drogas

Anne Hathaway é uma das atrizes que mais gosto desde o ‘Diário da Princesa’ e o lindo Jake Gyllenhaal dispensa comentários, né?! O que mais me encanta nesse filme é que ele aborda questões sérias como o Parkinson na juventude com a leveza de uma paixão, que começa com cara de ser passageira, mas acaba se transformando em um amor disposto a enfrentar grandes desafios.

9 – E Se Fosse Verdade? (2005)

esefosseverdade

Acho que de todos listados, deve ser o que foi reprisado mais vezes na TV, né?! Não é pra menos, ‘E se fosse verdade?’ é tão fofinho que realmente é muito bom pra ser realidade. É uma daquelas histórias tão envolventes, que a gente fica querendo entrar dentro da tela e ajudar o mocinho (Mark Ruffalo) a conseguir o coração da protagonista (Reese Witherspoon). Vale a pena ver de novo, de novo, de novo…

10 – A Verdade Nua e Crua (2009)

averdadenuaecrua

O filme conta com as atuações da queridinha das comédias românticas, Katherine Heigl, e do cara que conquistou o coração de 11 entre 10 mulheres em ‘P.S: Eu te amo’, Gerard Butler. Nessa comédia, Butler é um garanhão que ganha dinheiro ensinando ‘segredos’ de conquista para as mulheres, mas acaba percebendo que no amor nem sempre existe lógica. Aliás, quase nunca. 

11 – Amizade Colorida (2011)

amizade-colorida-filme

Tudo bem que a história é bem manjada, mas o filme consegue ser bom mesmo assim. Acho que o grande trunfo dele é abordar um assunto tão comum hoje de um jeito simples e bem humorado. Afinal, toda amizade colorida possui grande potencial para se tornar um amor com ainda mais cores, né? Super recomendo.

12 – Coincidências do Amor (2010)
coincidenciasdoamor

‘Coincidências do amor’ traz a eterna musa de ‘Friends’, Jennifer Aniston, em uma história diferente e de contexto também muito atual por retratar a decisão de uma mulher não mais tão jovem que, preocupada com o passar dos anos, decide ter um filho por conta própria e viver sozinha toda a magia da maternidade. Não é nem de longe o queridinho das críticas, mas é um dos meus favoritos, não só pela história de amor, em si, mas por ilustrar a beleza e a importância dos laços de família. Cada nova vez que assisto, fico ainda mais apaixonada pelo atorzinho que interpreta o filho de Jennifer, Thomas Robinson. Amor demais por esse filme.

13 – Uma Linda Mulher (1990)

umalindamulher

Não tem como falar de comédia romântica e não lembrar do clássico ‘Uma Linda Mulher’. A história, como todos sabem, narra o amor entre um milionário e uma garota de programa, vividos por Richard Gere e Julia Roberts, que estão mais lindos do que nunca nesse filme. Mesmo sendo o mais velho entre todos aqui, é o que mais me toca. Uma das cenas que mais gosto é quando a Julia entra na loja que havia sido humilhada e dá uma lição de classe e educação para duas das vendedoras chatas e arrogantes. É pra aplaudir de pé!

14 – Casamento Grego (2002)

casamentogrego

Acho que nem preciso falar nada sobre ‘Casamento Grego’, né?! Dispensa comentários. É um filme que consegue falar de amor de um jeito tão divertido, que fica impossível não se envolver pelo lindo romance entre uma grega e um inglês. A história nos mostra que o amor não escolhe cultura e nacionalidade, escolhe pessoas. Sou fã e assumo.

15 – Ligeiramente Grávidos (2007)

ligeiramentegravidos

‘Ligeiramente Grávidos’ enfatiza como uma escolha pode mudar todo o nosso futuro. Os protagonistas são jovens e acabam engravidando após uma noite de sexo sem compromisso. É uma comédia gostosa, cheia de humor, mas que, de maneira sutil, nos faz entender que não dá para enganar os anos e deixar pra lá a maturidade por muito tempo. Adoro! 

16 – Cartas Para Julieta (2010)

cartasparajulieta

Semana passada resolvi assistir de novo ‘Cartas para Julieta’ pra aproveitar mais minha assinatura do Netflix e não me arrependi. O filme já começa lindo por se passar em Verona e por possuir como protagonista a gatíssima Amanda Seyfried. No meio dele, nos faz refletir sobre como muitos casais ficam juntos por vários e vários anos e não percebem que não existe mais o sentimento necessário para continuar. Mas, no final, fica o principal: Não existe idade quando se trata de amor verdadeiro e nunca é tarde para tentar ser feliz de novo.

17 – Do Que As Mulheres Gostam (2000)

doqueasmulheresgostam

Talvez alguns de vocês não tenham assistido ou não se lembram desse filme, mas eu faço questão de recordar aqui. ‘Do que as mulheres gostam’ ilustra a vida de um homem maduro e charmoso (Mel Gibson) que, após um acidente, passa a ter o poder de ler a mente das mulheres. No início, ele decide usar isso a seu favor, porém, com o passar do tempo, vai mudando seu jeito de viver e de lidar com o sexo oposto. Um filme inesquecível, que garante muitas risadas e reflexões. 

18 – Noiva Em Fuga (1999)

noiva-em-fuga

Esse filme já valeria a pena só por propiciar, anos depois, a dobradinha de Julia Roberts e Richard Gere, né?! Mas eu gosto desde pequenina por mostrar a fantasia que quase todo mundo já deve ter tido na infância de ver um dos noivos fugindo no altar. A história de amor fica por conta de uma noiva fujona e um jornalista bem disposto a contar essa história pro mundo. No fim, fica a mensagem de que, quando se trata de sentimentos, não é legal viver fugindo e que, às vezes, é necessário se render e se apaixonar de verdade.

19 – Enquanto Você Dormia (1995)

enquantovocedormia

Tá, assumo que sou fã da Sandra Bullock. Admito também que tenho uma preferência grande por filmes dos anos 90, no geral. Sei que a maioria de vocês talvez nem tenha assistido esse meu escolhido aqui. Mas eu adianto: Vale a pena procurar e assistir. ‘Enquanto você dormia’ trata das idealizações que fazemos quando nos apaixonamos platonicamente por alguém e na essencialidade de se deixar de lado as ilusões para viver um amor real. Se você nunca viu ou não lembra, indico para o final de semana. Eu assistia direto no SBT na época do Natal… Ah que nostalgia!

20 – Minha Mãe Quer Que Eu Case (2007)

minhamaequerqueeucase

‘Minha mãe quer que eu case’ é um pouco diferente dos outros acima, pois, antes do amor romântico, reflete sobre a relação entre mãe e filha. Justamente por esse motivo, é um filme muito bacana para assistir com a mãe, no sofá com direito a balde de pipoca e muitas risadas. Afinal, não existe amor mais lindo que esse. Tá esperando o que pra procurar e ver com a pessoa que mais te ama no mundo? E tem a linda Mandy Moore num papel bem diferente do que a tornou conhecida por todos (Um Amor para Recordar).

E vocês, quais filmes incluíram na lista?

 

(Jessica Delalana)