Foi por orgulho…

Foi por orgulho que eu neguei tantos convites, que inventei desculpas e compromissos e te deixei me esperando…

Foi por orgulho que eu me fiz de durona, que congelei meu coração, que não te confessei meus medos e vontades…

Foi por orgulho que não te chamei nenhum dia, que não te convidei pra nada, que não disse que queria que você estivesse lá comigo…

Foi por orgulho que disse pra ir devagar, que você estava exagerando, que você era louco e que não sabia do que tava falando…

Foi por orgulho que nunca te falei o que sentia, nem o que esperava, nem o que se passava na minha cabeça…

Foi por orgulho que te disse que não era nada, que jurei que estava nem aí, que não te disse que sentia falta, que tentei me convencer e até acreditei que você era só mais um…

Foi por orgulho que não falei quando era ciúme, quando era medo de perder e quando era só bobagem minha…

Foi por orgulho que não fui o que era de fato, que não usei meu lado romântico, ridículo e infantil…

Foi por orgulho que eu me dizia totalmente autosuficiente, nada carente, não apaixonável e insensível…

Foi por orgulho que te contei daquele outro cara, que dei a entender que ainda era envolvida e que nós dois não tínhamos nada a ver…

Foi por orgulho que não te enviei aquelas músicas em que eu te via a cada acorde, que não te mandei aquela letra romântica, que não te entreguei o chocolate que comprei pensando em você…

Foi por orgulho que não postei, que não enviei, que não me dei conta…

Foi por orgulho que eu aparentava nunca estar triste, brava ou magoada…

Foi por orgulho que não escrevi um bilhete, que não gritei no carro que eu estava envolvida e não correspondi as suas declarações…

Foi por orgulho que nunca briguei, nunca surtei, nunca pedi, nunca desabei, nunca chorei…

Foi por orgulho que não elogiava, que não me entregava por inteiro, que ia pra casa correndo…

Foi por orgulho que não assisti aquele filme, que te mandei embora tantas vezes, que não te contei o que me doía e o que me curava…

Foi por orgulho que menti o lugar que estava, que fiquei com aquele cara nada a ver, que deixei claro que você não era o único…

Foi orgulho que não falei que me orgulhava de você, que te achava lindo, incrível e encantador…

Foi por orgulho que não admiti estar errada, não te procurei e não te respondi mais…

Foi por orgulho que te vi ir e me mostrei feliz por isso…

Foi por orgulho que não fiz tudo que deveria ter feito…

Foi por orgulho que não foi amor… É por orgulho que agora é só saudade. (Jessica Delalana)

* Esclarecimento: A imagem utilizada no post não é de minha autoria. Na presença de qualquer problema relacionado aos direitos autorais, favor entrar em contato.